Edwin Andrés PeñaUm hacker de Miami, admitiu que embolsou mais de US$ 1 milhão com a venda de milhões de minutos de chamadas de Voip  roteando as mesmas através das redes de empresas de telecomunicações.

Edwin Andrés Peña se declarou culpado de dois crimes graves segundo documentos judiciais. Ele foi detido no ano passado no México depois de pagar uma fiança de 100.000 dolares pagos por sua mãe e sua noiva.

Peña apareceu no Tribunal do distrito de Nova Jersey e se declarou culpado de conspiração por cometer fraude eletronica e acesso não autorizado a um computador protegido. Ele enfrenta um número máximo de 25 anos de prisão federal e multas de pelo menos US$500.000 em sentença que está marcada para dia 14 de maio.

Peña e Robert Moore foram detidos em junho de 2006 acusados de realizar um plano elaborado que desviou mais de 10 milhões de minutos de chamadas Voip a partir de uma dúzia de redes de provedores de telecomunicações sem a sua permissão. As redes foram quebradas por meio de ataques de força bruta necessários para obter acesso.

Para disfarçar a origem dos ataques, ele encaminhou as chamadas através de equipamentos de terceiros. De junho de 2005 até outubro, Moore usou uma conexão de banda larga da AT & T para executar mais de 6 milhões de ataques para encontrar máquinas vulneráveis, disseram os promotores.

Como resultado, Pena foi capaz de vender chamadas de longa distância a apenas quatro décimos de um centavo por minuto, uma fração do que provedores cobram legitimamente.

Penã utilizou várias contas bancárias para disfarçar o esquema e também comprou diversas propriedades em Miami, um barco Mercruiser Sea Ray de 40 pés, um BMW M3 e vários veículos de luxo segundo os promotores.

Peña mudou o nome depois de fugir e pagou a Moore a soma de 20.000 dolares por seus serviços.

Moore foi condenado a dois anos de prisão após se declarar culpado de conspiração por cometer as fraudes de informática. Ele foi libertado no ano passado.

Related Posts with Thumbnails

Deixe um comentario